Meu Perfil
Estados Unidos, New Jersey, Long Branch, Mulher, de 20 a 25 anos, Portuguese, English, Livros, Cinema e vídeo
MSN - zille_23_l@hotmail.com



Histórico


    Votação
     Dê uma nota para meu blog


    Outros sites
     Comunidade Surdos Oralizados no Orkut
     Comunidade SULP- Surdos Usuários da Língua Portuguesa
     Blog do SULP
     Seek Geo
     Blog Assim Como Você- Jairo Marques
     Blog Corneta Acustica - Sônia
     Blog Desculpe Não Ouvi- Laka
     Sopa de Números na Educação


     
    Somos Todos Igualmente Diferentes


    Primeira sessão de fonoterapia pós implante.

     

    Nesse relato, não me estenderei muito, mesmo porque estou em São Paulo rs. Sexta- feira, foi minha primeira sessão de fonoterapia após o implante. Essa primeira sessão foi apenas pra saber o quanto estou ouvindo, quais tipos de som estou ouvindo melhor e coisas do tipo.

    Primeira ela colocou 4 figuras na minha frente e com a boca tampada, ela disse o nome das figuras, acertei todas, depois pra complicar, ela acrescentou mais 4 figuras, e ai me confundi um pouco, pois tinham palavras muito parecidas, mas mesmo assim fui bem. Ela acrescentou mais 4 figuras, totalizando 12, e mais uma vez fui bem.

    Eis que chegou a hora da prova de fogo. Ela apenas disse “Diéfani, primeiro farei barulhos e quero que você me diga se ouviu e se ouviu e entendeu, eu quero que repita o som.”

    Ouvir, eu ouvi todos, mas entender foram apenas 2, não bastando (claro, quem disse que é pra ser fácil? Rs) ela me disse “Agora novamente, sem figuras e nem palavras, direi nome de ‘animais’ e você vai me dizer quais animais eu citei.”

    Confesso que suei frio e fiquei com medo de não entender, não sei porque, mas tenho esse medo de não entender as coisas. Ela colocou o papel na frente da boca e falou o primeiro “animal” e eu entendi CLARAMENTE... segundo animal, e eu entendi claramente também, terceiro animal, apanhei um pouco e ela disse “presta atenção que você vai entender” ai me esforcei um pouco mais, prestando muita atenção e entendi o terceiro animal. Ao final ela disse “poxa, muito bom pra quem foi ativada há menos de um mês. Desse jeito, logo você estará ouvindo tudo muito bem, treine em casa, peça pra te ajudarem.”

    Por sorte tenho uma prima muito próxima que termina a faculdade de fonoaudiologia na USP esse ano, então CLARO que pedirei a ela pra me auxiliar na terapia. Graças a Deus está dando tudo certo. E de agora pra frente são só alegrias.

     

    Beijos a todos. Jóia



    Escrito por Diefani Piovezan às 13h27
    [] [envie esta mensagem] []



    Sons

    Eu fui privada de ouvir por anos, não muitos, mas foram o suficiente pra me fazer perceber o quão valioso o sentido da audição é. Só aqueles que foram privados do privilégio de ouvir podem saber o que digo. Há duas semanas, tive meu implante ativado. A emoção foi grande, e as descobertas não param nunca.

    Quarta-feira, fui ao cinema, foi espetacular poder ouvir os sons do filme. O filme assistido foi Harry Potter e as Relíquias da Morte- Parte 1, eu conseguia ouvir os berros, o barulho dos feitiços que eram lançados das varinhas, pude degustar cada sonzinho saído daqueles alto falantes.

    No entanto, as descobertas não param por ai. Hoje minha avó recebeu visita de um tio meu em casa, a família toda foi até a casa dela pra vê-lo e almoçar. A cozinha é pequena, estava um aglomerado de gente, ficava difícil até mesmo pra andar. Uma barulheira de conversa sem fim.

    Lá pelas tantas, fomos todos comer e eu fui me servir de refrigerante. Consegui pela primeira vez em anos, ouvir aquele barulhinho de gás saindo da garrafa quando se abre. Aquele barulho sempre me encantou, desde pequena, eu adorava abrir garrafas de refrigerante pra poder ouvi-lo, mas foi apenas, segundos depois, que recebi o maior presente de todos.

    Eu estava retornando para a mesa, com dois copos na mão e uma das minhas tias estava atrás de mim.  Eu estava esperando por um outro tio meu acabar de pegar comida, pra que eu pudesse passar. Foi nesse momento, nesse exato momento descrito, que eu ouvi em alto e BOM som:

    _ Pega o guardanapo ali pra mim.

    Olhei pras pessoas que estavam à minha frente, pra me certificar de que a voz havia mesmo vindo de trás de mim. Quando olhei pra trás minha tia repetiu:

    _ Pega o guardanapo ali pra mim.

    Uma frase inteira. Pela primeira vez em anos, consegui OUVIR e COMPREENDER uma frase inteira, sem precisar de adivinhações, leitura labial ou qualquer tipo de ajuda, eu OUVI. Eu coloquei os copos em cima da mesa, e meus olhos estavam marejados, levou alguns segundos até que eu conseguisse engolir o choro que estava prestes a sair.

    Essa conquista, essa pequena conquista, representa muito pra mim. Representa a devolução de um sentido perdido, a devolução da minha audição. Antes do implante, a minha alma sedenta por sons, se sentia presa em um corpo surdo, agora não mais.

     



    Escrito por Diefani Piovezan às 18h02
    [] [envie esta mensagem] []




    [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]